Cafeteria francesa usa frase ofensiva contra brasileiros

A rede de cafeterias francesa Bagelstein se tornou alvo de críticas após usar uma frase considerada ofensiva contra brasileiros nos copos de seus estabelecimentos.

“Não dê ouvidos aos Bernard, não há apenas favelas, drogas e prostitutas no Brasil, há também um café muito bom”, diz o texto estampado na caneca. De acordo com a imprensa francesa, a rede é conhecida por gerar polêmicas ao divulgar produtos e ofertas. Em seu site, inclusive, a Bagelstein estampa o slogan: “pare de comer merda”.

A Embaixada do Brasil em Paris, por sua vez, criticou a postura da empresa em uma nota divulgada no Facebook. “Infelizmente, a Embaixada não tem como impedir que uma empresa se escude em algo que alega ser uma “brincadeira” para veicular ofensas, que dentre outros aspectos, reforçam estereótipos altamente ultrajantes às mulheres brasileiras”.

“Nossa ação será enviar protesto formal à direção dessa empresa que não nos tratou com o respeito e a dignidade que merecemos”, acrescenta o texto.

No Twitter, a Bagelstein divulgou uma nota em que declara que o episódio foi uma “piada incompreendida” e pediu “mil desculpas” pelo ocorrido. Segundo a rede, a intenção era produzir uma sátira com um apresentador chamado Bernard, que mostraria apenas “os lados ruins da América do Sul”.

Fundada pelos franceses Thierry Veil e Gilles Abecassis, a Bagelstein abriu a sua primeira loja em Estrasburgo, também no norte da França, em janeiro de 2011. Hoje a rede conta com mais de 75 franquias na França, em Luxemburgo, Alemanha, Suíça e Bélgica.

 Terra