Confira os resumo das novelas da Record para essa Quarta 06/12

[Bicho do Mato – 06/12]

Brandão vê Cecília desacordada. Juba, Alfredo, Tiniá e Iru encontram Emílio. Yara diz para Francisca que está com uma sensação ruim com Jaci. Juba encontra Cecília e vê que ela está respirando. Tiniá diz a Cecília que não lhe fará mal, mas não deixará ela levar Juba. Brandão vê os sinais que Jaci deixou para Juba e muda a direção. Juba encontra Ruyzinho e Gui. Emílio chega com Cecília ao hospital.

[Ribeirão do Tempo – 06/12]

Nicolau, Karina e Beatriz chegam e são cumprimentados por Flores formalmente. Beatriz pergunta a respeito de Érico e todos ficam confusos. O presidente e Querêncio vão a Patrimônio Eterno e Bruno, Teixeira e Arminda os recebem. Joca chega à prefeitura e Flores diz a Nicolau que a sorte está lançada. Léia comenta com Romeu que não gosta da ideia de Joca de querer virar herói. O presidente fala sobre Madame Durrel com Querêncio. Karina recebe de Nicolau a ampola e finge que vai ao banheiro para colocar o plano em ação. Karina vai até a sala de Bill, não acha a garrafa de cachaça e fica aflita.

Bill fica irritado porque Sancha está falando dele e sai emburrado. Sancha pede para que Joca vá atrás de Bill. Karina se esconde num depósito da sala de Bill. Joca tenta convencer Bill a voltar para onde estão todos reunidos. O detetive diz que se ele não for também não irá. Nicolau fica tenso porque Karina ainda não voltou e Flores o tranquiliza. Joca convence Bill a ir ao encontro de todos. Assim que eles saem, Karina retira da bolsa a seringa. Ari e Clorís se encontram no meio da multidão. Lincon diz a Patrícia que fez um blog e que postará fotos da visita do presidente. Karina injeta o veneno na cachaça e fica feliz por ter cumprido a sua parte no plano. Nicolau pergunta a Karina se ela conseguiu fazer sua parte. Ela diz que sim. Flores troca olhares com Nicolau.

Flores e Joca se encaram. O presidente chega à prefeitura e Nicolau tenta roubar a cena. Querêncio pede para Virgínia pegar a cachaça. Virgílio pede conselhos a Nasinho para ganhar a confiança do senador. Nasinho diz para ele matar Iara. Querêncio e Nicolau discursam e o prefeito dá a garrafa de cachaça ao presidente. Ele diz que beberá depois da solenidade na praça. O presidente discursa e bebe um gole da cachaça. Ele passa mal e todos acham que é brincadeira. Logo a cidade percebe que não é brincadeira e começa a confusão.

Sancha tenta acudir o presidente e Flores observa tudo de longe. Sancha diz que o presidente está morrendo. Nicolau e Karina assistem a tudo, tensos. Flores observa, satisfeito. Todos conversam sobre o que aconteceu com o presidente e Joca diz que se ele morrer, haverá uma confusão enorme em Ribeirão do Tempo. Marta conta a Cardoso o que aconteceu e comenta que a Polícia Federal tomará conta do caso. Os médicos dão a suspeita de que o presidente foi envenenado.

 

[Os Dez Mandamentos – 06/12]

Furioso, Ramsés recrimina o atrevimento de Oseias. Corá, Datã e Abirão ficam surpresos com a atitude do hebreu. Oseias não obedece a ordem de Apuki, é jogado no chão e chicoteado, para satisfação de Ramsés. Henutmire pede que Nefertari intervenha, mas ela se nega dizendo que o castigo é merecido pelo desrespeito com Ramsés. Todos ficam horrorizados ao verem Oseias sendo açoitado. Anrão estranha que Oseias tenha se interessado em ir ao cortejo do rei. Joquebede e Miriã sofrem com a notícia de que Nadabe e Abiú foram mandados à pedreira como punição pela falta na obra.

Eliseba fica aflita ao imaginar o perigo que os filhos irão correr no novo local de trabalho. Zelofeade e Eldade se preocupam com Oseias, que continua sendo agredido por Apuki. Yunet chama atenção de todos ao gritar por Nefertari e até Apuki se distrai, parando com as chicotadas. A rainha fica envergonhada e Ramsés ordena que os oficiais sumam com Yunet. O rei pede que Apuki saia com Oseias e diz para Paser seguir com o cortejo. Zelofeade, Eldade e Calebe socorrem Oseias. De longe, Ana observa o rapaz bastante machucado e se entristece.

Adira estranha a demora de Menahem no encontro com Baruk. Jetro sugere para Moisés que a circuncisão de Eliezer seja feita o quanto antes. Betânia oferece companhia para Menahem, mas se envergonha ao reconhecê-lo. Furioso, Ramsés chega ao palácio culpando Oseias e Yunet por terem estragado o cortejo real. Joquebede e Miriã se apressam para cuidar de Oseias ao encontrá-lo ferido. Eliseba fica apavorada ao saber que Oseias foi chicoteado por Apuki e sai desesperada atrás do filho. Henutmire assume para Hur que foi perturbador reencontrar Yunet.

 

[Belaventura – 06/12]

Severo chega apressado, a cavalo e vê a fogueira arder em chamas. Marion grita por perdão e se ajoelha. Severo pede que Marion saia dali e diz a Cedric que ela não representa nenhuma ameaça. Jacques leva Marion embora. Severo discursa diante do povo. Fergau comenta com um Errante que foram avisados que não haveria perseguição. Cedric grita que quem não se submeter a Ordem Pura deverá ser punido. Severo olha para a fogueira. Fergau grita que foram traídos. Alguns soldados jogam na fogueira os corpos de pessoas que acabaram de morrer. Severo observa o massacre acontecer. Gonzalo e Arturo observam tudo mais afastados. Bartolion revela a Dumas que Pietra pode estar sob o efeito do veneno. Jacques leva Marion para a estalagem, ela chora bastante. Enrico está perplexo diante de Jacques, Accalon e Mistral que os repreende por não ter avisado sobre o ocorrido na vila. Severo diz à Selena para tomar cuidado com as palavras se quiser continuar no trono. Bartolion visita Merlino na masmorra. Merlino diz que Pietra vai piorar bastante. Na masmorra do castelo de Valedo, Severo arranca o saco de que está sobre um priosioneiro. Severo vê que é Otoniel e se espanta.

 

[Apocalipse – 06/12]

Capitulo não divulgado pela emissora