News: Parte do teto da marquise do Ibirapuera desaba; Prefeitura de SP investiga causa Fonte

Alguns skatistas e frequentadores estavam no parque no momento do acidente, na noite de ontem, mas ninguém ficou ferido; laudo está sendo realizado para investigação e deve ser liberado ainda nesta quinta-feira

Imagem mostra parte despencada da marquise, no Ibirapuera, onde havia skatistas no momento do acidente
                                                 Reprodução/Twitter Márcio Machado

Imagem mostra parte despencada da marquise, no Ibirapuera, onde havia skatistas no momento do acidente

Parte do teto da marquise do parque do Ibirapuera , na zona Sul de São Paulo, despencou na noite desta quarta-feira (22). Alguns skatistas e frequentadores estavam no local no momento do acidente, mas ninguém ficou ferido.

Obra do arquiteto Oscar Niemeyer, a marquise do Ibirapuera tem um total de 27 mil metros quadrados. Segundo informou, em nota, a Prefeitura de São Paulo, uma primeira análise indica que o pedaço que se desprendeu ontem, por volta das 21h, “não tinha função estrutural e fazia parte do revestimento original da construção de 1954”. A área afetada corresponde a 9,45 metros quadrados. Ainda segundo a prefeitura, os reparos devem se iniciar imediatamente depois que os especialistas definirem quais serão as obras necessárias para o restauro.

Em 2010, após processo de licitação de mais de um ano, a marquise começou a ser restaurada a um custo de R$ 17 milhões.  Contudo, após três anos de reforma, a parte recuperada foi inaugurada e já apresentou goteiras e pontos de alagamento. Próximo à parte desabada nesta quinta, é possível encontrar diversas infiltrações.

O local afetado liga parte da área verde do parque com diversas estruturas, como o Museu Afro Brasil, a Oca, o Pavilhão das Culturas e a Bienal. A marquise é bastante movimentada, já que é bastante frequentada por skatistas e patinadores, além de abrigar feirinhas nos fins de semana e ser um ponto de encontro no parque. Inclusive, muitos “rolezinhos” marcados pela internet são realizados na área.

Ainda de acordo com a nota da Prefeitura de São Paulo , a área em que aconteceu a queda do material foi isolada logo após o incidente, e que também é possível ver diversas infiltrações próximas ao ponto afetado.

 Investigação de causa 

Depois do incidente, as Secretarias do Verde e do Meio Ambiente e de Serviços e Obras encaminharam engenheiros e técnicos para o local para que avaliasse a área do desabamento. Na manhã de hoje, a prefeitura informou que um laudo para identificar as causas da queda de parte do revestimento inferior do teto já está em produção.

Também nesta quinta, deverá ser decidido se haverá necessidade de interdição parcial e/ou total na marquise do parque Ibirapuera. Os engenheiros e técnicos das secretarias devem concluir os trabalhos hoje. Inaugurada no Parque Ibirapuera em 1954, a Marquise José Ermírio de Moraes passou por reformas diversas vezes, sendo que a última delas custou R$ 14,6 milhões em 2012.

*Com informações da Agência Ansa

Ultimo Segundo – IG