Koke elogia postura do Atlético, mas reconhece superioridade do rival

A vitória do Atlético de Madrid sobre o Bétis, neste domingo, não refletiu o que realmente foi o duelo entre os times no Estádio Benito Villamarín. Melhor durante grande parte dos 90 minutos, o time comandado por Quique Setién não conseguiu furar o consistente sistema defensivo do elenco de Diego Simeone. Mesmo nas oportunidades que encontrou espaços infiltrar acabou parando em Oblak. Após o confronto, o meia Koke reconheceu a superioridade do rival.

“Foi um grande jogo. O Bétis joga muito bem e fez contra nós mais um duelo complicado. Eles tiveram algumas boas chances de marcar, mas, por sorte, aproveitamos quando chegamos ao gol adversário e conseguimos os três pontos, que foi o mais importante do dia de hoje. Assim é o futebol. Tem dias que você joga melhor e outros pior, mas o resultado que vale”, disse Koke.

O gol de Saúl, que deu a vitória ao Atlético de Madrid, saiu na única chance mais clara do time da capital durante os 90 minutos. Para o meio-campista e companheiro do autor do tento salvador, isso é uma coisa normal no futebol e optou por valorizar o sistema defensivo colchonero.

“Ter uma grande chance não quer dizer que fizemos um jogo ruim. O Bétis teve a posse em alguns momentos, mas acabou não sendo muito efetivo e obrigou em poucos lances que o Oblak fosse efetivo. Temos que valorizar nossa postura defensiva, porque estivemos seguros em todo o tempo”, ressaltou o meia espanhol.

Com os três pontos, o Atlético segue na briga com o Barcelona pelo título e agora espera um torpeço do rival catalão para se ver ainda mais perto do topo da tabela. “Todos falam do Barça, mas não podemos esquecer do Valência, que está um ponto na nossa frente. Não se pode perder o foco e apenas jogo após jogo para saber nossas ambições. O discurso é de uma final por rodada, porque são muitos duelos até o fim”, finalizou Koke.

Terra